Alberto Takaoka encerra 2018 com última edição de "Heróis do Fogo" no Metrô de SP

14/11/2018 - 14h40min - Por Ohana Simas
COMPARTILHE
FACEBOOK Twitter

Eles são estimados e respeitados por todos, trata-se de uma compreensiva unanimidade, afinal quem não admira os bombeiros?


Este é o tema da exposição "Heróis do Fogo", uma sincera e justa homenagem que o fotógrafo Alberto Takaoka apresenta ao público após dedicar 10 anos de trabalho registrando o intrépido cotidiano dos bombeiros, o empenho corajoso para salvar vidas e minimizar tragédias em meio a situações de extremo perigo é o conteúdo exibido nas impactantes imagens da exposição, um sucesso de público que voltou a exibição no sábado (10) simultaneamente em duas estações do Metrô de São Paulo, Luz e Vila Prudente.




As qualidades destes profissionais no momento da ação como o destemor, agilidade, disciplina e técnica foram assimiladas pelo fotógrafo que atua diretamente nos momentos das ocorrências. Alberto é o único profissional que obteve autorização para acompanhá-los. Além de incêndios, presenciou muitos acidentes de automóveis, salvamentos de pessoas em diversas situações de perigo, ameaças de suicídio, pessoas soterradas e  desabamentos de edificações.  Os incêndios do Memorial da América Latina, em 2013, os tanques de combustíveis em Santos, em 2015, que ardeu durante 192 horas e o recente incêndio no Edifício Wilton Paes de Almeida no centro de São Paulo, foram outros eventos marcantes das coberturas fotográficas realizadas por Alberto.

Tudo começou em 2007 durante a horrível noite do acidente da TAM.Alberto, filho de Yojiro Takaoka, fundador de Alphaville, estava em casa e sua atenção se voltou para a notícia na tv, sua alma de fotojornalista instintivamente desperta para os momentos históricos que necessitam ser documentados, pegou sua câmera, entrou no carro e disparou em direção aou e ciente da urgêncio Aeroporto de Congonhas. No primeiro momento seu interesse era a catástrofe em si. Mas logo ele se impressionou com a ação do Corpo de Bombeiros. "Comecei a perceber através das minhas lentes o lindo trabalho dos bombeiros. Então tomei a decisão de falar com o comandante da corporação para ver se eu poderia ficar mais próximo deles. Mostrei as fotos que eu já tinha feito. Eles gostaram e me autorizaram a ficar mais próximo", lembra o fotógrafo.

Dez anos depois o fotografo possui um impressionante acervo de fotografias, provavelmente o único dedicado de forma sistematizada a registrar tão próximo a ação dos bombeiros, nas palavras do curador Eder Chiodetto "este acervo é um patrimônio iconográfico que deve ser preservado tanto pelo seu potencial documental, quanto pelo seu valor estético, suas imagens não se restringem a momentos extraordinários. O cansaço, a emoção, a determinação, a coragem e o temor perpassam os semblantes desses heroicos profissionais. Fica claro, nestas fotografias, que por trás de um Corpo de Bombeiro há sempre uma legítima e pulsante alma de bombeiro".


















As fotografias exibidas na exposição "Heróis do Fogo" fazem parte do livro homônimo lançado em dezembro de 2017 pela Ipsis Gráfica e Editora [www.ipsis.com.br].


Serviço: 

Exposição "Heróis do Fogo" de Alberto Takaoka
Quando: de 10/11 à 22/12, entrada franca
Onde: Estações Luz e Vila Prudente do Metrô de São Paulo (simultâneas)
Estação Luz: Avenida Cásper Líbero, n° 598 (Linha 1/Azul, 4/Amarela)
Estação Vila Prudente: Av. Prof. Luiz Inácio de Anhaia Mello, n° 1359 (Linha 2/Verde)

 

Outras Notícias
© 2016 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ydeal Tecnologia