Brasileiro conquista destaque do dia com fotografia na Nasa

30/04/2018 - 09h00min - Por Arthur Manson
COMPARTILHE
FACEBOOK Twitter

 

Carlos Fairbairn, fotógrafo, clicou a foto do dia em maio do ano passado, durante uma viagem ao Deserto do Atacama. Ela mostra as Nuvens de Magalhães, duas galáxias anãs satélites da Via Láctea, separadas pelo Vulcão Chiliques e a imagem é tão fantástica que parte do céu está refletindo nas águas do Lago Lejía.
 

— É uma grande honra ser publicado por eles, já que a maioria das imagens que eles postam no site é de projetos gigantescos, como sondas em cometas, do Hubble, da Cassini... O legal é que eles são espaço para amadores também, e hoje foi uma imagem minha — contou Fairbairn.
 

Como a região é isolada, com poluição luminosa zero, é possível ver o brilho apoteótico das estrelas sem problema algum e registrar imagens incríveis em um cenário deslumbrante. Fairbairn afirma que as câmeras “enxergam” muito mais que os seres humanos, porém, ele podia ver claramente as nuvens próximas ao vulcão.
 

— Ver essa cena ao vivo foi espetacular! Emocionante — relembrou Fairbairn. — Com um pouco de sorte, na verdade. Eu já estava quase voltando quando vi essa cena linda. Tive que fotografar.
 

Do lado direito, está a Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia a cerca de 180 mil anos-luz da Terra. Na esquerda, está a Pequena Nuvem de Magalhães, a 210 mil anos-luz de distância, que também reflete nas águas do Lago Lejía. Ao lado dela está o aglomerado de estrelas 47 Tucanae, o segundo mais brilhante no céu noturno, depois de Omega Centauri.

Não é a primeira vez que o fotógrafo ganha destaque no site da Nasa. Ano passado, em setembro, Fairbairn teve a imagem do elipse solar mostrando o arco da Via Láctea publicada. Confira mais trabalhos aqui.

Outras Notícias
© 2016 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ydeal Tecnologia