Rachel Morrison, primeira mulher a ser indicada ao Oscar de Melhor Fotografia

01/02/2018 - 15h05min - Por Arthur Manson
COMPARTILHE
FACEBOOK Twitter

 

Rachel Morrison, diretora de fotografia de Mudbound, abriu novos caminhos na terça-feira ao se tornar a primeira mulher a receber uma indicação para o Oscar de melhor cinegrafista.

“Sinto-me muito honrada e espero que seja apenas o começo, e que mostre para as mulheres que elas podem atuar por trás das câmaras. É um sonho. É o que tenho buscado em toda a minha carreira e nunca pensei que ocorreria. E é uma tremenda honra ser a primeira mulher a ter essa indicação”.

 

 

O filme - uma peça de Período dirigido por Dee Rees que examina a vida de duas famílias do Mississipi, uma negra e outra branca, na segunda guerra mundial - está cheia de visuais graciosos trazidos à vida pela Sra. Morrison. A lama, como o título indica, é uma característica essencial junto com tiros largos e severos que mostram uma visão unromantic do Jim Crow-era sul.

A grande ruptura da Sra. Morrison veio com o drama 2013 de Ryan Coogler, "Estação Fruitvale". Seu sucesso é uma raridade em Hollywood. De acordo com o Centro para o Estudo das Mulheres na Televisão e no Filme, as mulheres representaram quatro por cento de todos os cineastas trabalhando nos 250 melhores filmes de 2017, um declínio de um por cento do ano anterior.  O novo projeto de Rachel é mais uma colaboração com Coogler: o filme Pantera Negra, da Marvel, que deve ser lançado no dia 16 de fevereiro nos EUA. Depois de viajar para Park City, Utah, onde participou como membro do júri no Festival de Cinema de Sundance, Rachel deu uma entrevista por telefone, falando sobre sua indicação, sua carreira e sonhos e sobre o novo filme de super-herói bastante aguardado. 

Via: Estadão 
 

Outras Notícias
© 2016 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ydeal Tecnologia