Cinco erros comuns dos iniciantes em fotografia e como evitá-los

18/02/2017 - 19h00min - Por Arthur Manson
COMPARTILHE
FACEBOOK Twitter

Ter uma câmera compacta ou profissional é algo corriqueiro hoje. No entanto, também é comum cometermos pequenos erros na hora de fazer o click. Nessa lista, mostraremos cinco erros mais comuns, cometidos por quem quer se profissionalizar nessa área e também para os entusiastas, que buscam apenas aprimorar sua técnica na hora de fazer seu registro pessoal.

1. Luz e sombra

Geralmente o que as pessoas acabam se preocupando menos, o jogo de luz e sombra é, na verdade, o ponto mais importante em uma fotografia. É de grande importância observar bem a cena e suas fontes de luz antes de começar os clicks. Mesmo que o objeto e o fundo sejam bonitos, se não estiverem em composição com a iluminação natural/artificial é bem possível que o resultado seja ruim.

5 exercícios para você se tornar um fotógrafo melhor

Lembrando que o mesmo vale para a superexposição de luz e a não existência de sombra quando necessária.


Observe como a falta de luz pode estragar sua foto (Foto: Reprodução/Heloisa Facin)

2. Fotos demais

“Vou tirar muitas fotos pra garantir”. Sim, é importante fazer vários registros para não correr o risco de perder a cena. No entanto, às vezes, três fotos bem tiradas valem mais do que 50 com um enquadramento ruim ou com uma luz mal estabelecida.

Outro ponto importante para quem está querendo ingressar nessa área profissionalmente, é evitar chegar ao cliente com todas as fotos que você fez na sessão. O melhor é evitar que ele veja muitas fotos iguais e que leve 20, 30 fotos para achar uma que tenha realmente ficado boa. Faça você mesmo uma pré-seleção e já chegue com o que você tem de melhor a mostrar. Isso, sem dúvida vai te valorizar ainda mais.

Excesso de arquivos pode dificultar na hora de fazer uma boa escolha (Foto: Reprodução/Heloisa Facin)

3. Foto em movimentoCaso você esteja fotografando algo que esteja se movendo ou está em um ambiente com pouca luz, fique atento aos parâmetros da câmera. Se estiver utilizando o modo manual (M), você é quem define todos os parâmetros de medição, exposição, tempo e foco em seu equipamento fotografico. No visor ou no LCD, você consegue ver algumas informações que indicam se a medição da lente está sub ou superexposta de luz, por exemplo.

Dicas Sobre a Fotografia Newborn – Para Iniciantes

Na dúvida, é recomendável utilizar a opção automática ou automática sem flash da câmera.

Velocidade lenta e pouca luz podem provocar sombras indesejadas e tremidas irreparáveis (Foto: Heloisa Facin/TechTudo)

4. Backup

Guarde o seu material em um segundo local! Pode ser um pen drive, HD externo ou até mesmo na nuvem. Não tem nada mais desesperador que apagar sem querer alguma sessão de fotos ou apenas perder aquele registro tão especial pelo fato do seu computador queimar. Isso vale para todos, profissional ou não, acredite!


Ter um backup dos seus arquivos é essencial. Não se esqueça (Foto: Heloisa Facin/TechTudo)

5. Foco

Nas câmeras compactas a preocupação é um pouco menor em relação a isso, pois o equipamento fotográfico faz todas as medições e ajusta automaticamente as configurações, de acordo com cada cena. Já nas semiprofissionais e profissionais, caso você tenha optado por outro modo que não tenha o foco automático (AF), fique atento!


Uma vez que a foto foi tirada sem foco, é impossível recuperar (Foto: Heloisa Facin/TechTudo)

Mesmo quando deixar no modo AF, se certifique bem de que a câmera está fazendo a medição do foco no objeto desejado e não em outros pontos.

Via: TechTudo

Outras Notícias
© 2016 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ydeal Tecnologia