Fotojornalistas colocam suas DSLRs como protestos na Coréia do Sul

02/12/2016 - 16h00min - Por
COMPARTILHE
FACEBOOK Twitter

 


Foto:  Photograph by Kyodo News via Getty Images

Quando o Japão ea Coreia do Sul assinaram um pacto sobre compartilhamento de inteligência militar na semana passada, as autoridades decidiram fazer a assinatura em privado, fechando a cerimônia para a imprensa. Infeliz com essa decisão, os fotojornalistas decidiram protestar contra o apagão da mídia, colocando suas câmeras.

Quando o embaixador japonês Yasumasa Nagamine chegou ao Ministério da Defesa sul-coreano em Seul em 23 de novembro de 2016, ele entrou nas portas para encontrar um túnel formado por uma linha de fotojornalistas de ambos os lados.

Os fotógrafos tinham acabado de ser informados, depois de chegarem ao local, de que não seriam autorizados a filmar a assinatura do pacto. Irritados com este aviso de última hora, os fotógrafos decidiram coletivamente boicotar cobrindo a chegada do embaixador. Aos pés dos fotógrafos estavam as câmeras DSLR, colocadas simbolicamente no chão para mostrar que se recusavam a cobrir o evento.

Em vez de usar fotógrafos de imprensa, o governo sul-coreano decidiu lançar suas próprias fotos do evento filmado por funcionários do Ministério da Defesa.


Via: Petapixel

Outras Notícias
© 2016 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ydeal Tecnologia